Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O lápis que vê

O lápis que vê

01 de Maio, 2020

Normalização do perdão | Normalization of forgiveness

Ana Isabel Sampaio

Copy of Untitled Design.jpg

Acho que é isso. Quando a pessoa que sentimos que nos magoou se torna normal. Já não sentimos raiva, nem sofrimento, nem angústia, nem vergonha, nem culpa, nem vontade de vingança…

É quando percebemos que a pessoa se tornou normal. Que tem apenas as oportunidades de qualquer outra pessoa. Até a de voltar é apenas igual à de qualquer outra pessoa que possa passar no nosso caminho… reduzida apenas ao interesse ou não. Reduzida à sintonia do momento que pode ser nenhuma.

E sim, é um bocadinho triste. Porque não há nada pior que ser simplesmente normal.

"Empresta-me os teus olhos uma vez" dizia o Samuel Úria ainda agora...

 

I think that's it. When the person we feel has hurt us becomes normal.

We no longer feel anger, nor suffering, nor anguish, nor shame, nor guilt, nor the desire for revenge ...
That's when we realize that the person has become normal. That has only the opportunities oas anyone else. Even coming back to our life is simple reduced to the chances has anyone else who who crosses our path ... reduced to our interest or lake of it. Reduced to the sintony of the moment that may be none.

And yes, it is a little bit sad. Because nothing is worse than being simple normal.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.