Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O lápis que vê

O lápis que vê

05 de Novembro, 2015

Estes dias de praia I

Ana Isabel Sampaio

Da janela suja deste café, a névoa cobre ligeiramente o mar ou será só o sal pregado aos vidros que me confunde a visão? O resto das ondas que chegaram aqui e ficaram? O vento é forte, um velho procura na praia restos de marés e esperança. A espuma estala na areia mais branca do que antes. O horizonte é sereno._MG_6302 _MG_6262 _MG_6367 _MG_6355 _MG_6354 _MG_6327 _MG_6276_MG_6278