Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O lápis que vê

O lápis que vê

29 de Junho, 2016

Criar

Ana Isabel Sampaio

Criar é ser livre. Ser livre é criar. Criar um poema, uma linha, uma costura, um edifício. Criar é construir castelos de areia e esperar que a espume do mar os leve, transforme em infinito e enfeito o horizonte com eles. Criar é amar e nenhuma criação é mais perfeita que o Amor. Revelar tudo o que existe em tudo é mostrar o Amor. Criar é ser livre e o Amor é a única liberdade (como dizia o poeta: “é querer estar preso por vontade”). O Amor é inato e a liberdade é o bem mais precioso que temos para entregar.