Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O lápis que vê

O lápis que vê

07 de Março, 2018

Ataque de pânico: o que fazer?

Ana Isabel Sampaio

A síndrome de pânico é um distúrbio psicológico que leva a várias crises de medo, angústia e terror. Com o tempo e dependendo da gravidade, ou de se lhe dar a devida atenção ou não, pode causar mudanças profundas  no individuo que pode até passar a ter medo das coisas mais simples. Pode dar origem a fobias. Um ataque de pânico é uma onda repentina de medo e ansiedade esmagadora, geralmente sem motivo aparente e sem aviso prévio. Pode acontecer com qualquer pessoa e a qualquer momento. Muitos ataques ocorrem apenas uma vez, em outros os ataques são recorrentes.

Principais sintomas

Apesar de ser um distúrbio psicológico o pânico provoca sintomas físicos:

  • Ansiedade
  • Palidez
  • Fraqueza
  • Suor intenso
  • Falta de ar
  • Palpitações
  • Tonturas
  • Tremores
  • Desmaio
  • Sensação de morte

Causas

Pode aparecer de pois de uma situação que foi considerada traumática para o individuo. Entenda-se que o que é considerado normal para uma pessoas pode ser violento para outra. É importante não julgar, até porque nunca temos todas as variáveis e não estamos na pele do outro para perceber a cem por cento a forma como interage com o mundo.

Como proceder durante um ataque de pânico

  • Não lutar contra o pânico. Ele é um mecanismo de defesa inconsciente.
  • Controlar a respiração: inspirar pelo nariz e expirar lentamente pela boca.
  • Usar técnicas de distração e abstração exemplo:
    • 5 coisas que vemos
    • 4 coisas que posso tocar
    • 3 coisas que posso ouvir
    • 2 coisas que posso cheirar
    • 1 emoção
  • Recorrer a técnicas de relaxamento

A curto prazo tentar procurar ajuda que pode ir de algo tão simples como praticar exercício físico até terapia. O importante é perceber a causa dos ataques e atuar para evitar que a situação escale.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.