Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O lápis que vê

O lápis que vê

07 de Julho, 2018

...

Ana Isabel Sampaio

Não é fácil lidar com emoções crescendo numa sociedade em que, nos homens, elas são reprimidas e, nas mulheres, são sinal de desequilíbrio.No entanto, o reconhecimento das emoções e sentimentos é fundamental para a psique saudável... para a vida plena, feliz e equilibrada.O primeiro passo é reconhecer. A consciência é a base da transformação.Ninguém pode salvar ninguém. Cada um tem de escolher "salvar-se".Há pessoas que auxiliam no processo, quer mostrando-nos os nossos medos e feridas mais profundas, mostrando-nos aquilo que mais desejamos alcançar (às vezes, pode até ser a mesma pessoa), quer através de auxilio mais tradicional (terapias, apoio, amizade, Amor...) Mas anos de terapia, desejo de mudança, leituras e o que mais for, vão ser em vão se a pessoa continua a achar que é um evento ou uma pessoa exterior a si que vai resolver tudo... ou que alguém ou o mundo|Deus| Universo lhes deve alguma coisa. Ninguém deve nada a ninguém. Todos "trabalhamos" uns com o outros, ninguém "trabalha" para ninguém.Por isso, há uma verdade | pergunta.muito necessária: estás disposto? Verdadeiramente comprometido?Só assim se pode gerar verdadeira mudança (como já disse muitas vezes, para mim mudança significa voltar à essência mais pura de nós mesmos).Já diz aquela frase: não disse que era fácil, só disse que valia a pena.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.