Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

O lápis que vê

O lápis que vê

28 de Novembro, 2018

Pensamento aleatório despregado #20

Ana Isabel Sampaio

Pensamento aleatório despregado.jpg

 

Lembro-me o momento exato em que passei a gostar a personagem da Mereth Grey da serie Anatomia de Grey (que já está boa outra vez). Nunca gostei dessa personagem, achava-a irritante, e presunçosa e, de um modo geral chata (o efeito espelho às vezes tem estas coisas). Mas naquele preciso momento toda aquela personagem fez sentido e passou de chata a preferida  (primeiro lugar ex aequo com a April).

E qual foi esse momento?

O momento em que ela questiona o marido (Dr. Mcdreamy para quem não se lembra) porque teria de ser ela a abdicar da sua carreira (ambos estavam a realizar estudos inéditos e groundbreaking) para se mudar com ele e com os filhos? Porque não poderia ser ele a abdicar (isto porque toda a gente assumiu que seria ela).